Exercícios de Literatura - Segunda Fase do Modernismo ou Fase de Consolidação (1930-1945) (resolvidos)

|



Neste post estamos trazendo 10 exercícios da Segunda Fase do Modernismo ou Fase de Consolidação (1930-1945) , que é caracterizado pelo predomínio da prosa de ficção. A partir deste período, os ideais difundidos em 1922 se espalham e se normalizam, os esforços anteriores para redefinir a linguagem artística se une a um forte interesse pelas temáticas nacionalistas, percebe-se um amadurecimento nas obras dos autores da primeira fase, que continuam produzindo, e também o surgimento de novos poetas, entre eles Carlos Drummond de Andrade.Se após você resolver os exercícios, continuar com dúvida, contrate uma aula individual via web, pelo e-mail: sovestibular@gmail.com .

01.  (FUVEST) Com o próprio titulo indica, no Romanceiro da Inconfidência, de Cecília Meireles, os romances têm 
      como referência nuclear já frustrada rebelião na Vila Rica do Século XVIII. No entanto, deve-se
      reconhecer que:


a)      A base histórica utilizada no poema converte-se no lirismo transcendente e amargo que caracteriza as 
      outras obras da autora.
b)     As intenções ideológicas da autora e a estrutura narrativa do poema emprestam ao texto as virtudes de 
      uma elaborada prosa poética.
c)      A imaginação poética dá à autora a possibilidade de interferir no curso dos episódios essenciais da 
      rebelião, alterando-lhes o rumo.
d)     A matéria histórica tanto alimenta a expressão poética no desenvolvimento dos fatos centrais quanto
      motiva o lirismo reflexivo.
e)      A preocupação com a fidedignidade histórica e com o tom épico atenua o sentimento dramático da    
      vida, habitual na poesia da autora.
 
Resposta: D
 
02.  (FUVEST) Refere-se corretamente a Alguma poesia, de Drummond, a seguinte afirmação:
 
a)      A imagem do poeta como gauche revela a sua militância na poesia engajada e participante, de esquerda.
b)      As oposições sujeito-mundo e província-metrópole são fundamentais em vários poemas.
c)      A filiação modernista do livro liberou o poeta das preocupações com a elaboração formal dos poemas.
d)      O livro não contém textos metalingüísticos, o que caracteriza a primeira fase do autor.
e)      A ironia e o humor evitam que o eu-lírico se distancie ou se isole, proporcionado-lhe a comunhão com o 
      mundo exterior.


Resposta: B


Texto para as questões 03 e 04
  
                SENTIMENTAL
 
        Ponho-me a escrever teu nome
        com letras de macarrão.
        No prato, a sopa esfria, cheia de escamas
        E debruçados na mesa todos contemplam
        esse romântico trabalho.
 
        Desgraçadamente falta uma letra,
        uma letra somente
        para acabar teu nome!
 
        -  Está sonhando? Olhe que a sopa esfria!
 
        Eu estava sonhando...
        E há em todas as consciências um cartaz amarelo:
        Neste país é proibido sonhar.
 
03.  (PUCCAMP) Este poema é caracteristicamente modernista, porque nele:


a)      A uniformidade dos versos reforça a simplicidade dos sentimentos experimentados pelo poeta.
b)     Tematiza-se o ato de sonhar, valorizando-se o modo de composição da linguagem surrealista.
c)      Satiriza-se o estilo da poesia romântica, defendendo os padrões da poesia clássica.
d)     A linguagem coloquial dos versos livres apresenta com humor o lirismo encarnado na cena cotidiana.
e)      O dia-a-dia surge como novo palco das sensações poéticas, sem imprimir a alteração profunda na 
      linguagem lírica.


Resposta: D
 
04.  (PUCCAMP) Destacam-se neste poema características marcantes do Drummond modernista. São elas:


a)      A tendência metafísica, o discurso sentencioso e o humor sutil.
b)     A memória familiar, o canto elegíaco e a linguagem fragmentada.
c)      A exposição da timidez pessoal, a fala amargurada e a recuperação da forma fixa.
d)     A preocupação de cunho social, o pessimismo e a desintegração do verso.
e)      O isolamento da personalidade lírica, a ironia e o estilo prosaico.


Resposta: E
 
Texto para a questão 05 


            (...) Da garrafa estilhaçada,
            no ladrilho já sereno
            escorre uma coisa espessa
            que é leite, sangue... não sei.
            Por entre objetos confusos,
            Mal redimidos da noite,
            Duas cores se procuram,
            suavemente se tocam,
            amorosamente se enlaçam,
            formando um terceiro tom
            a que chamamos de aurora.
 
05.  (PUC) Em 1945, Carlos Drummond de Andrade escreveu A Rosa do Povo, da qual o fragmento acima faz 
      parte. 
      Nele podemos verificar:


a)      uma análise do comportamento humano, na relação cidade e campo;
b)     apenas uma teoria de sua própria produção poética;
c)      uma reflexão sobre os valores teológicos e metafísicos do homem contemporâneo;
d)     uma temática social e política e uma denúncia das dilacerações do mundo;
e) n.d.a.



Resposta: E



 

            (...) Da garrafa estilhaçada,

            no ladrilho já sereno
            escorre uma coisa espessa
            que é leite, sangue... não sei.
            Por entre objetos confusos,
            Mal redimidos da noite,
            Duas cores se procuram,
            suavemente se tocam,
            amorosamente se enlaçam,
            formando um terceiro tom
            a que chamamos de aurora.
 
06.  (PUC) No fragmento acima, Carlos Drummond de Andrade constrói, poeticamente, a aurora. O que permite 
      visualizar este momento do dia corresponde:


a)      a objetos confusos mal redimidos da noite;
b)     à garrafa estilhaçada e ao ladrilho sereno;
c)      à aproximação suave de dois corpos;
d)     ao enlace amoroso de duas cores;
e)      ao fluir espesso do sangue sobre o ladrilho.


Resposta: D
 
07.  (UFSM-RS-adaptada) Assinale a alternativa incorreta a respeito da poesia de Carlos Drummond de Andrade:


a)      O jogo verbal, em alguns poemas, acentua a relativização das várias faces da realidade.
b)     O sujeito poético, várias vezes, reveste suas expressões de um fino traço de humor.
c)      O sujeito poético, constantemente, transmite sensações de dúvida e de negação.
d)     Os versos que contêm uma ênfase mística podem ser vistos como produtos do fervor católico do poeta.
e)      Importantes poemas publicados na década de 1940 tratam de temas de caráter social.


Resposta: D
 
08.  (FATEC) 
        E o olhar estaria ansioso esperando
        e a cabeça ao sabor da mágoa balançado
        e o coração fugindo e o coração voltando
        e os minutos passando e os minutos passando... (Vinícius de Moraes, O olhar para trás)


      A figura de linguagem que predomina nestes versos é:


a)      A metáfora, expressa pela analogia entre o ato de esperar e o ato de balançar.
b)      A sinestesia, manifestada pela referência à  interação dos sentidos: visão e coração no momento de espera.
c)      O polissíndeto, caracterizado pela repetição da conjunção coordenada aditiva e, para conotar já 
      intensidade da crescente sensação de ansiedade contraditória do ato de esperar.
d)      O pleonasmo, marcado pela repetição desnecessária da conjunção coordenada sindética aditiva e.
e)      O paradoxo, expresso pela contradição das ações manifestadas pelos verbos no gerúndio.


Resposta: C
 
09.  (MACKENZIE)  
        Você, que só faz usufruir
        e tem mulher para usar ou para exibir,
        você vai ver um dia
        em que toca você foi bulir.
        A mulher foi feita
        pro amor e pro perdão.
        Cai nessa, não.
        Cai nessa, não. (Vinícius de Moraes e Toquinho)


      Assinale a alternativa correta, de acordo com o trecho acima:


a)      O homem não se deve iludir, porque a mulher é traiçoeira.
b)      O importante, na relação amorosa, são as aparências.
c)      Usufruir, no texto, significa esbanjar dinheiro.
d)      A mulher é superior ao homem, porque ama e perdoa.
e)      Não se deve crer que a mulher sabe apenas amar e perdoar.


Resposta: E


10.  (MACKENZIE)


        CIDADEZINHA QUALQUER

 

        Casas entre bananeiras

        Mulheres entre laranjeiras

        Pomar amor cantar

 

        Um homem vai devagar.

        Um cachorro vai devagar.

        Um burro vai devagar.

        Devagar... as janelas olham.
        Eta vida besta, meu Deus!
 

Assinale a alternativa incorreta sobre o autor desse poema:


a)      Destacou-se como poeta da “fase heróica” do Modernismo.
b)      O humor, como recurso crítico, é uma das características de sua poesia.
c)      Em A Rosa do Povo expressa a esperança num mundo mais justo.
d)      É escritor reconhecido quer por sua obra poética, quer por sua prosa, da qual se destacam as crônicas.
e)      Antilirismo e ironia são traços estilísticos de sua poesia.



Resposta: A

3 comentários:

Desireé disse...

Muito bom. Otimo para estudar pra prova

Anônimo disse...

Excelente. Trabalha com a interpretação dos fatos e abarca os conteúdos(conceitos) estudados.

Anônimo disse...

gostaria de obter estes exercicios para trabalhar com meus alunos

Postar um comentário

 

©2009 Só Vestibular | Template Blue by TNB